Notícias

EVENTO

4º Encontro Brasileiro de Governo Aberto fomenta a discussão de diversos atores

publicado: 28/11/2019 18h31, última modificação: 28/11/2019 18h33
O evento aconteceu nos dias 26 e 27 de novembro em Brasília, na ENAP

Pela primeira vez Brasília sediou o Encontro Brasileiro de Governo Aberto. O evento, que está na quarta edição, reuniu mais de 100 pessoas, durante dois dias seguidos. Foi uma oportunidade para discutir boas práticas e desafios do governo aberto no Brasil e no mundo.

Na mesa de abertura, Júlia Rocha, Assessora de Projetos no programa de Acesso à Informação da Artigo 19, fez um pequeno relato sobre o histórico do Encontro e enfatizou sua importância para promoção de um espaço de cooperação e intercâmbio de conhecimentos e experiências. Emilene Martinez, representante da Open Government Partnership (OGP) na América Latina e no Caribe, falou rapidamente sobre a Parceria e destacou a importância do evento para superação de desafios atuais vividos em muitos países relacionados a temática.

Raquel Aparecida Pereira, assessora da Diretoria de Transparência e Controle Social da Controladoria-Geral da União (CGU), falou como foi o processo de aprendizagem do Governo Federal durante a execução dos quatro Planos de Ação do Brasil e reforçou a importância do diálogo entre governo e sociedade civil. “Por meio dessa interação é possível encontrar novas visões, recursos e soluções para concepção, implementação e avaliação das políticas públicas. Essa troca é o cerne das ações de governo aberto”, enfatizou.  

Os participantes tiveram a oportunidade de conhecer iniciativas, projetos e políticas públicas de governo aberto que reforçam a transparência, participação, colaboração, accountability e inovação, além da abertura de dados. A programação trouxe uma diversidade de temas apresentados por meio de mesas, workshops, rodas de debate, pitchs. Entre os assuntos abordados  estavam: governo aberto como instrumento de defesa de garantia de direitos;  transparência e direitos das mulheres; promoção do governo aberto na gestão de recursos hídricos; emendas parlamentares participativas; etc.

Além da representante da OGP, Emilene Martinez, o encontro contou, ainda, com os palestrantes internacionais Miguel Arana, ex-diretor de participação social da Prefeitura de Madrid e responsável por projetos participativos como o Consul, e Matías Biachi, diretor da Asuntos del Sur (ADS).

Realização desta edição: Artigo 19, Agenda Pública, Fast Food da Política, Movimento Acredito, Open Knowledge Brasil, Nic.br/Ceweb, Imaflora, Instituto de Governo Aberto, Controladoria-Geral da União (CGU), Controladoria-Geral do Município de São Paulo (CGM) e Supervisão para Assuntos de Governo Aberto da Prefeitura Municipal de São Paulo, com o apoio da Open Government Partnership, do Fórum de Gestão Compartilhada de São Paulo e do Todos pela Educação.