Você está aqui: Página Inicial > Noticias > 2016 > Temas 3º Plano > Inovação no Setor Público > Etapa de Priorização dos Desafios

Notícias

Etapa de Priorização dos Desafios

Confira como foi a Oficina de Inovação no Setor Público
publicado: 08/04/2016 14h44 última modificação: 22/04/2016 10h31

 Data: 14/04/2016

Local: Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), Brasília-DF 

ENTENDA A PROGRAMAÇÃO


Composição do Grupo 

Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) - Andrea Andrade
Secretaria de Governo - Antonio Carlos Wosgrau, Cintia Cinquini, Leonardo Santos
Universidade de Columbia - Bruna Santos
Wenovate Open Innovation Center - Bruno Rondani
Câmara dos Deputados (Laboratório Hacker) -
Cristiano Ferri
Ministério da Saúde/Anvisa - Danitza Buvinich, Maria Moro
Ministério da Justiça - Eduardo Spano Junqueira de Paiva
Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - Felipe Itaborahy, Luanna Roncaratti
Colaboratório de Desenvolvimento e Participação (COLAB/USP) - Jorge Machado
CEWEB - Newton Wagner Diniz (ausente)
Agenda Pública - Sérgio Andrade

  time.JPG

Painel: Análise de Cenário

 

DEMANDAS POR INOVAÇÃO
  • Perspectiva de inovação é importante para a inteligência de setores de políticas públicas
  • Momento propício para debater inovação
  • Existem pressões que demandam inovação no governo
MECANISMO
  • Dificuldades de explorar inovação primada no ambiente público
  • Mecanimos contratuais para viabilizar inovação
  • Ausência de precedente legal contratual para inovar
  • Abrir feriados regulatórios para testar ideias inovadoras
  • Gatos e energia do controle são mata-tesão para inovação
AMBIENTES PARA NOVAÇÃO
  • Laboratório ou “Observatório” de iniciativas inovadoras já existentes
  • Iniciativas de espaços de inovação acontecendo em vários órgãos
  • Existe um projeto de laboratório de governo no Ministério de Planejamento / ENAP
  • Criar ambientes de inovação dentro do governo
  • No governo a inovação ocorre de forma hacker
ASSIMETRIA INFORMACIONAL
  • Existência da assimetria da informação
  • Assimetria da Informação entre governo e sociedade civil
  • Assimetria de informação entre atores
  • Assimetria de informações é o grande problema na resolução dos problemas complexo dentro do governo
  • Existe grande assimetria de informação e governo e sociedade
  • Capacitar e isseminar a informação
DIFICULDADES DE INSTITUCIONALIZAÇÃO
  • Falta da estrutura e recursos nos órgãos públicos que incentivem inovação com participação social
  • Dispersão das práticas de inovação
  • Inovação e colaboração “pet” no setor público – bonitinho, mas pequeno
  • Há uma filosofia de institucionalização dos processos de inovação
  • Dificuldade em institucionalização de inovação
  • Processos burocráticos inibem a inovação, apesar de importantes muitas vezes
  • Experiências de inovação com baixa institucionalização
  • Iniciativas com baixa institucionalidade no âmbito do SUS
  • Apoio institucional para a inovação é fundamental para quebrar resistências dentro dos órgãos
ARRANJOS E REDES
  • Inovaçao não se faz dentro do governo isoladamente
  • Necessidade de aprofundar temas para regular setor impõe a colaboração
  • Problemas e arranjos muito complexos demandam gestão em rede
  • Problemas complexos demandam arranjos em stakeholders mais complexos
  • Necessidade de envolvimento de múltiplos atores: academia/indústria
  • Inovação como processo aberto com engajamento de vários setores
  • Falta mais participação cidadã para o governo inovar em serviços públicos com foco nas necessidades do cidadão em seu território
  • Inovação no setor produtivo é enxergada como captura
  • Necessidade de egajar as “comunidades” na área de saúde
  • Aprender a inserir a colaboração no governo
  • Dificuldades em fazer parcerias com empresas para soluções em políticas públicas
  • Necessidade de engajar pessoas no processo de inovação
CULTURA E INOVAÇÃO
  • Cultura do servidor público federal é resistente à inovação
  • Mudar a cultura do servidor público federal
  • Investir para superar barreiras culturais
  • Inovação na administração pública ainda não é feita sempre com transparência, accountability e participação social
  • Resistência à inovação do servior e dirigentes
  • Servidor público individualmente pouco se vê como agente de inovação
  • Resistência cultural para inovação
  • Cultura da participação é pouco presente dentro do conjunto dos servidores
  • Superar as deficiências culturais
  • Criar uma cultura de inovação aberta
  • Criar ambiência criativa e colaborativa
PARTICIPAÇÃO SOCIAL
  • Estamos engatinhando em como inovar com participação
  • Necessidade de avançar nos processos de gestão e participação
  • Criar métodos para a sociedade cooperar de forma mais efetiva com o governo
  • Buscar transformação social
  • Criar valor social
CONCEITO E PAPEL
  • A palavra inovação é aceita mas desconhecida
  • Desconhecimento do governo e dos mecanismos de plataforma de inovação
  • Colaboração é palavra-chave do momento
  • Existe a necessidade de compreender qual o papel da inovação para a gestão pública federal
  • Mecanismos de inovação – pouco conhecimento sobre o tema
  • Inovacão no processo de aproveitamento de iniciativas
  • Inovação não é apenas outsourcing
RISCO POLÍTICO
  • A politização excessiva atrapalha a implementação da inovaçao
  • Falta governo criar ambiente nacional estável que incentive a inovação
CUSTO DE OPORTUNIDADE
  • Governos precisam responder problemas completos e fechar as contas
  • Engessamento pela necessidade de justificar e medir
  • Ambientes que dificultam processos de inovação
  • Inovação requer confiança. E o federalismo?
  • Processos burocraticos do governo não incentivam
  • Dificuldades de resolver problemas de forma tradicional
  • Custo alto para ser inovador na adinistração pública
  • Permitir que o Estado seja mais flexível para inovar
TECNOLOGIA PARA INOVAÇÃO
  • Tecnologias podem favorecer inovação e participação
  • Cultura de participação tradicional mudando para digital
  • Inovação é muito vista como tecnologi e não como modo de fazer
COMUNICAÇÃO
  • Desmistificar a inovação
  • Como comunicar sem alarmar?
  • Cenário Atual 03.JPG

Painel: Construção de Cenário Desejado
O que existirá no cenário desejado? O que teremos acesso? Como estarão, na prática, os princípios da OGP? Como estarão os atores envolvidos? 

 CONCEITO E PAPEL

  • Toda inovação deve ter como princípio atender as necessidades do cidadão em seu território, onde vive
PARTICIPAÇÃO SOCIAL
  • Cidadão poderá colaborar de várias formas e niveis de intensidade
  • Participa.br como plataforma de debate público e priorizações do cidadão como base para a inovação
AMBIENTES PARA INOVAÇÃO
  • Ambentes de fomento e aceleração e disseminação à ideias e projetos inovadores implantados dentro dos órgãos da APF
  • Metodologia de criação para projetos baseada no “design thinking”disseminada na Administração Pública Federal
MECANISMOS
  • Condições favoráveis para gestores assumirem os riscos para inovar, incentos disponíveis
  • Institucionalização de mecanismos de incentivos individuais ao servidor público para inovar em seu órgão
  • Exemplos de feriados normativos
CULTURA
  • Servidores públicos aberos à inovação e uso de tecnologia
  • Rede colaborativa de “Como Pode?”
  • Gestores sabem lidar em ambentes com incerteza
  • Conceito disseminado
  • Portfólio de erros/acertos
  • Aversão ao risco mitigada

 Cenário Desejado.JPG

Painel: Identificação de Bloqueios / Dificuldades
Quais são os bloqueios que dificultam a transformação do cenário atual para o desejado? 

MEDO
  • Medo da responsabilização individual do servidor,
  • Medo de desequilibrar um sistema que bem ou mal funciona
  • Falta de confiança em si e entre pares
MASSA CRÍTICA
  • Falta de transparência plena dos dados do governo para uso em escala
  • desconhecimento de casos em que inovação e colaboração geram benefícios sociais
  • falta de conhecimento sobre os métodos para implantação e as potencialidades da inovação
RIGIDEZ NORMATIVA
  • parâmetros de controle focados no "como" e não no "porque"
  • Constrangimentos do direito administrativo
  • Dificuldade para alterar processos dentro do setor público
  • Rigidez na alocação e gestão orçamentárias / pilotos para projeto de inovação / programas
  • Alto custo para experimentação
PRIORIDADE POLÍTICA
  • Política de fomento à inovação
  • Inexistência de sistemas/estrutura de recompensa para quem promove a inovação
PERMEABILIDADE DO ESTADO À PARTICIPAÇÃO
  • Falta de respostas e incorporação das sugestões e propostas dos cidadãos por meio dos mecanismos de participação
  • Baixa efetividade dos canais de participação atuais para o desenho de políticas
ESTRUTURA/MODELO ORGANIZACIONAL
  • Estrutura hierarquica que dificulta o trabalho em rede
  • estrutura organizacional não apropriada
  • Asimetria de informação intragovernamental
Bloqueios.JPG

 Identificação dos Desafios 

DESAFIO PRIORIZADO
  • Ampliar as práticas de inovação aberta no setor público com engajamento de múltiplos atores com transparência efetiva
Desafio.JPG
desafio priorizado.JPG